segunda-feira, 17 de junho de 2013

Qual o formato do amor?

Sempre achei que o amor tivesse o formato de um coração...

... mas ele tem formato de cruz!

Isso não é um olhar religioso sobre o amor, na realidade, é um fato! Gostaria que o amor romântico fosse realidade. Mas ele só existe nos primeiros meses de namoro. Quando a paixão esfria, só fica junto o casal que realmente quer lutar pelo outro.


Viver ao lado de alguém não é um mar de rosas, você tem que aguentar as manias de uma pessoa que foi criada de forma diferente de você. Cresceu em ambiente diferente e tem um contexto de vida completamente diferente.

Daí vocês marcam de sair e ele chega 20 minutos, uma hora atrasado e você quer comer o fígado dele de tanta raiva, mas pra ele tah tudo bem, ele não se importa com atrasos, mas você é pontual.

Você passa horas na frente do espelho escolhendo roupa, sapato e ele se arruma em 10 minutos e fica possesso com sua demora. Você gosta de ler livros de fantasia e gasta horas por dia devorando páginas e mais páginas e ele quer conversar e não entende porque você não gasta tempo com ele.

Você ama gatos, mas quer ter um cão de tamanho pequeno pra viver dentro de casa. Ele gosta de gatos, mas sem nenhum interesse em particular. Quer ter cães, mas não vê motivos para ter cães pequenos se pode ter os de grande porte.

Vocês são diferentes, vieram de mundos diferentes, pensam parecido, mas na maioria das vezes tem suas individualidades e diferenças. São coisas pequenas que com o passar do tempo vão crescendo e virando uma bola de neve.


Amor não é mar de rosas. Sempre existem desacordos, brigas, discussões: Escolher alguém pra vida inteira é saber que vai ter que lhe dar com suas diferenças pelo resto da vida. Amor é sacrificial, é abrir mão de você, de seu individualismo e entender que agora são dois, ao invés de um. O amor tem forma de cruz: de sacrífico por amor, de carregar o outro passando por cima de suas vontades e amando os defeitos do outro mesmo quando isso te irrita!

OBS: O texto foi escrito por mim e é proibido seu uso ou cópia integral, ou de fragmentos, sem a autorização da autora. O mesmo vale para todo e qualquer conteúdo deste blog que seja de minha autoria. Sua cópia ou uso sem autorização é qualificado como plágio, sendo configurado como crime previsto no Código Penal. O infrator está sujeito as punições previstas no Art. 184 do Código Penal - Decreto Lei 2848/40

Kamila Mendes

4 comentários:

Eilan disse...

Pena que muita gente não percebe isso...

Bjos,

Eilan

borderline-girl.blogspot.com

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, kamila. Muito bom o texto, mas a maioria das pessoas não está preparada para viver um amor assim.
A intolerância é maior do que qualquer vontade de ceder, achando que podem encontrar uma pessoa sem tais defeitos, que as irritem menos.
Talvez até encontrem, mas parece que será a busca pela busca, uma vez que defeitos todos temos, mas existem os que não conseguimos suportar!
Beijos na alma e tudo de bom!

Cris Bernardes disse...

Amei o texto mana, ótima reflexão!

Cris Bernardes disse...

Amei seu texto mana, ótima reflexão! bjooo