terça-feira, 25 de junho de 2013

Antes dos 18

Não sei se você se sente tão frustrada quanto eu. Mas quando leio alguns livros de fantasia, distopia e romance (meus gêneros prediletos) me sinto como se apenas passasse pela vida. Não que seja catatônica a ponto de não reagir aos acontecimentos. Mas, sei lá...nunca minha vida sofreu uma reviravolta, não encontrei um grande amor, nem descobri nada sobre meu passado que me tornasse especial, ou diferente, ou única.


Não conheci nenhum grande amor, não descobri que sou uma princesa (Diário da Princesa), não descobri nenhuma descendência do leste europeu e nenhuma nobreza vampírica em meu sangue (Como se livrar de um vampiro apaixonado). Tão pouco recebi uma carta de Hogwarts (ainda estou esperando pela minha u.u)
Não sei se sou só eu, mas quando completei dezoito anos me vi completamente frustrada. Cara cadê meu “q” especial que me tornaria única e me levaria a viver uma aventura que influenciaria gerações e gerações. Não conheci nenhum Edward, Jacob, Peeta, Gaile, Lucius Vladesco...

Hoje, me acostumei com esse fato. Mas esse é o lado negativo dos livros: nós esperamos algo fantástico acontecer e mudar nossa vida antes dos 18 e ficamos mal quando não acontece.

Mas algo fantástico acontece, sim! Você começa a entrar na vida adulta. Seus hormônios enlouquecem, os meninos já não são mais interessantes, seus olhos já procuram por alguém que supra sua necessidade. Você começa o desafio da faculdade, novos amigos, novos ambientes. Tudo novo. Essa é a idade da mudança.

Ainda espero minha carta de Horgwarts, sim u.u mas também parei de acreditar que só porque não sou filha de um rei europeu não sou especial. Hoje, sei que sou única, mas fiquei sim frustrada ao completar 18 anos!

OBS: O texto foi escrito por mim e é proibido seu uso ou cópia integral, ou de fragmentos, sem a autorização da autora. O mesmo vale para todo e qualquer conteúdo deste blog que seja de minha autoria. Sua cópia ou uso sem autorização é qualificado como plágio, sendo configurado como crime previsto no Código Penal. O infrator está sujeito as punições previstas no Art. 184 do Código Penal - Decreto Lei 2848/40

Kamila Mendes

2 comentários:

Alexandra Almeida disse...

Devias ler este livro (http://www.wook.pt/ficha/imortal/a/id/9599952), eu adorei o livro e acho que tu também irás adorar! ;)

S.R. disse...

Isso é exatamente o q penso, mana. Kkkkk tá q ainda não completei 18...
Mas muitas histórias maravilhosas acontecem com pessoas com mais de 18... Calma q sua vez chega... Percebo um futuro abrasador pra vc! Rsrs olha q sou boa pra prever futuro, heim? Kk
bjk, Rafa.

Temporaldesonhos.blogspot.com