quarta-feira, 5 de junho de 2013

As melhores coisas na vida são de graça

Não tem como pagar passagem para viajar na própria imaginação e nem precisa de passaporte pra isso. Percorrer as estradas dos sonhos não exige pedágio, gargalhar com os amigos não custa caro, exige apenas alguns minutos de uma “proza” gostosa, ou horas e horas de lembranças de micos vividos em conjunto.


A segurança de ter seus dedos entrelaçados com aquele alguém, não se troca por um ingresso pro show mais badalado do ano. Pode até ser que algumas pessoas o faça e se lembrarão desse show pro resto de sua vida. Mas os dedos solitários serão uma eterna lembrança de que se trocou um momento de carinho que alimentaria sua alma e coração pelo resto de seus dias, por um momento de euforia passageiro, que facilmente é substituído por outro artista da moda.

O beijo na boca, que causa arrepio na espinha e um sorriso bobo durante o dia atribulado, não é pago, nem substituído. Algumas pessoas se aventuram em outros lábios e até corpos, ganham momentos de êxtase felomenais (como diria o sábio Geovani Improtta), mas renderiam um vazio de alma e peso na consciência por infinitas horas.

Aquele olhar que te rouba o fôlego também vem de graça. Aquele rabinho abanando, como olhos pidões saltando entre quatro patas, festejando sua chegada também não pode ser comprado. Pode ser que tenha pago alguns milhares numa raça exótica, mas o amor daquele bichinho nunca será comprado: seu amor e lealdade são pra você, até que olhos pidões se fechem para nunca mais acordar.

A melhor sensação do mundo é de graça: Dormir (espero que você não tenha pensado outra coisa). A sensação de relaxamento que toma conta do seu corpo, invade seu ser e inunda sua alma quando, após um longo dia de trabalho, você deita na cama e sente o colchão se moldando a sua forma e o edredom aquecendo e aconchegando seu corpo não é trocada por nada. Dormir é o melhor remédio e a coisa mais gostosa que existe.

Comer: saciar a fome. Sentir o doce animando seu humor, ou o salgado tocando seu paladar e despertando aquelas áreas de alívio...isso também não tem preço.


As melhores coisas da vida foram criadas para que a gente desse valor a simplicidade. Agradeça todos os dias, porque sua felicidade não depende do dinheiro, mas do quanto você para e admira a vida que flui em você e no mundo.

OBS: O texto foi escrito por mim e é proibido seu uso ou cópia integral, ou de fragmentos, sem a autorização da autora. O mesmo vale para todo e qualquer conteúdo deste blog que seja de minha autoria. Sua cópia ou uso sem autorização é qualificado como plágio, sendo configurado como crime previsto no Código Penal. O infrator está sujeito as punições previstas no Art. 184 do Código Penal - Decreto Lei 2848/40

Kamila Mendes

3 comentários:

Samuel Balbinot disse...

Bonitas palavras kamila.. coisas do cotidiano que nos alimentam e fazem-nos felizes.. s pequenas coisas por mais simples, são as mais verdadeiras.. é como um cafuné.. para uns como eu é tudo... para outros cai melhor uma balada.. o silêncio e o agito.. o mundo é feito de coisas opostas para ele mesmo se equilibrar nas suas próprias cordas.. bjs e um lindo dia
http://lapidandoversos.blogspot.com.br/

Eilan disse...

E vamos dar Graças aos Deuses porque o amor não se compra... :)

Beijos e bom dia!!

Eilan

borderline-girl.blogspot.com

Luciana Souza disse...

Oi Kamila
Muito bonito o texto, e concordo plenamente contigo, as melhores coisas da vida não custam nada! Amo ver o sorriso dos meus filhos, por exemplo!
Bjos.
http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/