terça-feira, 28 de maio de 2013

Pena, quem precisa dela?

Um dica aos desavisados de plantão: não trate alguém que passa por sérios problemas com pena. Isso é mais corrosivo que qualquer veneno!


Sentir pena de alguém que passa por uma situação difícil é no minimo falta de respeito com a dor alheia. Se você não sabe como ajudar, fique calado! Seus pêsames só servem para dizer que você se importava com algum defunto. Uma pessoa que luta contra alguma doença mental (como eu) não precisa de pena, precisa de amigos. Mas se você não sabe, ou não consegue, carregar esse fardo, é melhor nem tentar!

Tenho disso! Que pena daquilo. O máximo que parece é que você está julgando alguém pela dor que essa pessoa sente. Ou seja, está aumentando sua dor e abrindo feridas inflamadas pelo tempo. Guarde sua opinião pra você se não sabe como contribuir!

O que precisam, as pessoas que sofrem, não é de pena, mas de companheirismo, de amigos verdadeiros. Ao invés de sentir pena, tente sentir amor. Amor que tudo sofre, que compreende, que ajuda, que estende a mão e o coração!

OBSO texto foi escrito por mim e é proibido seu uso ou cópia integral, ou de fragmentos, sem a autorização da autora. O mesmo vale para todo e qualquer conteúdo deste blog que seja de minha autoria. Sua cópia ou uso sem autorização é qualificado como plágio, sendo configurado como crime previsto no Código Penal. O infrator está sujeito as punições previstas no Art. 184 do Código Penal - Decreto Lei 2848/40

Kamila Mendes

3 comentários:

Tulipa Vermelha disse...

vc está coberta de razão, temos uma doença sim, mas não somos dignos de pena porque conseguimos realizar muitas coisas, algumas até não conseguidas pelos ditos normais.
olha, no post de hoje está o artigo onde identifiquei meus sintomas. não sei se se aplica ao teu caso, mas vale a pena conferir. bjs

http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/

Joo disse...

Muito lindo best <33

Eilan disse...

Você tem toda razão, não queremos pena e sim amizade e amor.

Bjos!

Eilan

http://borderline-girl.blogspot.com.br/