terça-feira, 12 de junho de 2012

Fantoches de Ilusão

Eu criei fantoches, personagens de algo que não é real. Idealizei momentos e fatos que nunca acontecerem. Teci fios de esperança, onde só ouve indiferença, aqueci mãos que só usaram palavras para agredir.

Lutei por causas impossíveis que nunca existiram. Amei desesperadamente quem nunca sequer soube de mim. Anotei versos e poemas em guardanapos usados apenas para vê-los amassados, guardados em uma gaveta qualquer.

Enxuguei lágrimas de alegria que mascararam sorrisos de dor e sarcasmo. Sorri, chorei, lembrei, gritei. Corri de medo, abracei a dor. Senti o frio. Desejei o medo. E o pior...não senti mais nada por você!



OBS: O texto foi escrito por mim e é proibido seu uso ou cópia integral, ou de fragmentos, sem a autorização da autora. O mesmo vale para todo e qualquer conteúdo deste blog que seja de minha autoria. Sua cópia ou uso sem autorização é qualificado como plágio, sendo configurado como crime previsto no Código Penal. O infrator está sujeito as punições previstas no Art. 184 do Código Penal - Decreto Lei 2848/40.

Kamila Mendes

4 comentários:

Jaqueline Simionato disse...

Adorei o seu texto Kamila, falou realmente coisas que acontecem...
Você escreve muito bem *-*

Beijinhos
http://misteriodapaginas.blogspot.com.br/

Kamila Mendes disse...

Obrigada, Jaqueline...que bom q você gostou...amei seus textos tmbm!

Cris disse...

que lindooo manaaa ameiii seu blog tá mtoo show

Kamila Mendes disse...

Cris...best...muito obrigada mana...q bom q vc tah gostando *-*